De acordo com informações, o ex-ministro Carlos Lupi (PDT), que reassumiu a Presidência Nacional do Partido Democrático Trabalhista, já estaria trabalhando nos bastidores uma retaliação ao Senador e Presidente Regional da sigla em Mato Grosso, Pedro Taques.

Lupi estaria programando para deflagrar a vingança justamente no mais próximo das eleições de 2012, quando seria necessário fazer coligações e fortalecer um projeto, acalentado por Taques, para o governo do estado em 2014. Segundo filiados ao PDT que não jogam no time de Taques, já estaria tudo organizado para que o senador perca o a direção do partido no Mato Grosso e assim seus planos de coligações estariam sendo jogados por água abaixo.

Leia também:  Deputado volta a contrariar PSB e vota a favor de Temer

A revolta do ex-ministro do trabalho é porque Taques foi um dos pedetistas a pedir publicamente a cabeça de Lupi no episódio da sua queda no comando do Ministério do Trabalho.

Caso aconteça o revide, a união PDT e PSB em Cuiabá seria a primeira a ruir e por consequência o Movimento Mato Grosso Muito Mais.

ERRATA

A Coluna Bastidores errou quando divulgou que o presidente regional do PDT era o senador Pedro Taques e só se deu conta do erro quando alguns internautas, através dos comentários, nos alertarampara o erro grosseiro.

Apesar de mandar dentro da sigla, o senador não é o presidente, mas, sim o deputado estadual Zeca Vianna.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.