Empresários e representantes de instituições se reuniram na ACEATA para traçar o Plano Emergencial - Foto Assessoria

Empresários e instituições de Alto Taquari se uniram para traçar um Plano de Auxílio Mutuo Emergencial (PAME) com o intuito de proteger a vida e o patrimônio na cidade.  A ideia surgiu depois que um caminhão carregado de diesel tombou próxima ao município e causou um acidente de grande proporção. Na cidade não há Corpo de Bombeiros e o mais próximo que atende a região fica em Rondonópolis (cerca de 270 km).

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Alto Taquari (ACEATA), Eroci Scaini, explicou que os empresários parceiros vão contribuir com o que cada um tem para ajudar durante situações de emergências. “Vão contribuir com máquinas, ambulâncias, caminhão pipa e com pessoas treinadas para ajudar durante vazamentos, explosões, derramamentos e acidentes”, diz.

Leia também:  Dois homens morrem eletrocutados enquanto trabalhavam em posto de combustível em MT

Para que o PAME de certo, Scaini, afirma que é preciso ter o envolvimento de toda a sociedade. “Temos que estar preparados, já que a cidade é local de passagens de muitos caminhões, há empresas de grande porte e que está sujeito a acidentes. O hospital também tem que estar pronto tanto para receber uma pessoa quanto para receber várias, nunca sabemos o que pode acontecer”, fala.

O presidente da Associação conta que essa será uma medida que vai ajudar a cidade até que se instale um Corpo de Bombeiros no local. “Estamos buscando formas para que o município seja contemplado com uma sede dos bombeiros que possuem pessoas treinadas e equipamentos adequados”, finaliza. O capitão da Polícia Militar, Fernando, que vai coordenar o PAME.

Leia também:  Seduc apresenta proposta para a realização dos jogos regionais estudantis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.