Teste que detecta a doença é realizado em unidades de saúde

As ações em combate a Hanseníase começam a serem realizadas em Rondonópolis a partir de 22 de janeiro pela a Secretária Municipal de Saúde através do Departamento de Ações Programáticas em parceria com a DAHW – Associação Alemã de Assistência aos Hansenianos e Tuberculosos. Em 2011 foram diagnosticados na cidade 164 casos novos de Hanseníase, sendo que todos se encontram em tratamento no Centro de Saúde Jardim Guanabara.

O último domingo de janeiro é lembrado como o Dia Mundial de Combate a Hanseníase em mais de 130 países com a finalidade de chamar a atenção para a problemática desta doença. Segundo a gerente do Departamento de Ações Programáticas da Secretaria de Saúde, Mariúva Valentin Chaves, em Rondonópolis há alguns anos a hanseníase tem sido considerada um problema de saúde pública, devido o grande número de casos diagnosticados, motivando uma atenção especial do serviço de saúde, com o desenvolvimento de ações voltadas para o controle da doença.

Leia também:  Deserto | Deputado estadual se preocupa com situação de Hospital Regional

“Ressaltamos que todas as pessoas que apresentarem manchas ou áreas com alteração de sensibilidade na pele, deverão procurar a unidade de saúde mais próxima, em caso de diagnóstico positivo o tratamento é oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde gratuitamente. Quanto mais cedo o diagnóstico antes se terá a cura. A doença tem 100% de cura se o tratamento for feito corretamente”, conta.

A programação da semana em combate a doença vai iniciar com os informativos que serão divulgados nas Missas realizadas em todas as Paróquias do Município. De acordo com Mariúva entre os dias 23 e 27 de janeiro será intensificado o exame de casos suspeitos e o repasse das informações aos usuários das Unidades Básicas de Saúde (UBS), sobre os principais sinais e sintomas da doença.

Leia também:  União de forças garante inserção social de catadores

“Estaremos encerrando a programação no sábado (28), das 08h às 16h30, com um mutirão de exame de pele na Praça Brasil, onde os casos suspeitos, detectados neste dia e durante os dias da programação serão encaminhados para consulta médica no Centro de Saúde Jardim Guanabara, que é o Centro de Referência para o tratamento da doença em Rondonópolis”, fala.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.