Depois de quatro meses, chega ao fim o período da Piracema que proibia a pesca depredatória em rios de todo o país. A Polícia Ambiental de Rondonópolis divulgou o balanço da operação realizada na região, onde os dados mostram queda nas apreensões se comparado com o mesmo período do ano passado que foram apreendidos mais de 2 mil quilos de pescado.

Segundo os dados da Polícia Ambiental desde novembro foram apreendidos 494 quilos de pescado, 29 redes, 25 canoas, 17 tarrafas e 42 molinetes. Também foram retirados de circulação cinco armas de fogo e 121 munições. A Polícia Ambiental alegou que a queda das apreensões se deve a conscientização da população e também do aumento nas fiscalizações.

Leia também:  Pátio pretende licitar novos táxis em Rondonópolis

Dez pessoas foram presas em flagrante e mais 12 foram conduzidas até a delegacia para prestar esclarecimentos. Foram elaborados pela polícia 32 termos de apreensão e 20 boletins de ocorrência. Em todo o Estado foram apreendidos mais de 3 mil quilos de pescado irregular.

O superintendente de Fiscalização da Sema, Paulo Ferreira Serbija Filho, informou por meio da assessoria que com base nos dados deste ano foi possível destacar fatores positivos como a “manutenção da presença dos fiscais nos rios, o que proporcionou maior efetividade às ações de fiscalização e também a iniciativa da população denunciando as práticas criminosas”, fala.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.