A presidente do Cantinho de Proteção Animal, Mirna de Castro Mendonça, juntamente com a secretária-geral Elisângela de Oliveira e Ana Maira Corona, estiveram esta semana, na Câmara Municipal de Rondonópolis para pedir o apoio dos vereadores na implantação de um projeto modelo de castração de animais em Rondonópolis, afim de evitar a proliferação de doenças transmitidas por animais abandonados nas ruas da cidade.

A secretária-geral da entidade explicou que a idéia é que o projeto seja executado em um bairro carente específico da cidade, em parceria com uma clínica particular. A mesma seria a responsável pela castração dos animais e o Cantinho de Proteção Animal ficaria responsável por realizar a triagem e o acompanhamento no bairro escolhido.

Leia também:  Matrículas dos aprovados para cursos da Unemat abrem dia 14

Segundo Elisângela, o objetivo é mostrar à população de Rondonópolis que não é preciso muitos recursos para cuidar bem do animal de estimação, além de mostrar que um bairro onde só exista animais bem tratados há uma baixa considerável de doenças virais.

Para a presidente da entidade, o projeto tem a tendência de ser bem recebido pela população. Conforme Mirna, a tendência é que o projeto seja implantado nos bairros Alfredo de Castro e Ananias Martins de Souza. De acordo com a secretária-geral da entidade, o projeto deve ser elaborado no máximo em 15 dias e após finalizado será apresentado à Câmara.

De acordo com o presidente da Casa de Leis, Ananias Filho (PR), como não compete ao Legislativo Municipal elaborar projetos que dêem custos ao município, assim que o mesmo for entregue pelos representantes do Cantinho de Proteção Animal aos vereadores, será encaminhado ao prefeito José Carlos do Pátio para avaliação. “Vamos solicitar ao prefeito que ele acolha o projeto como do Executivo e encaminhe para a Câmara para ser votado, pois trata-se de algo que vai contribuir para a prevenção de doenças, ou seja, que vai colabora com a saúde pública do município”, apontou Ananias.

Leia também:  Sáude | Queimadas deixa o clima mais seco em Rondonópolis

O Cantinho de Proteção Animal atende hoje uma média de 50 animais por mês, envolvendo aqueles que foram abandonados ou que sofreram maus-tratos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.