O processo de licitação aberto pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira. A medida vai definir as empresas responsáveis pelas obras de restauração das BRs 163 e 364. O processo é parte do Programa Crema 2ª Etapa, com serviços que aumentam a vida útil do pavimento e garantem a trafegabilidade durante cinco anos.

De acordo com o edital, 320 quilômetros serão reformados. A restauração será feita em dois trechos; na rodovia 364 entre a cidade de Alto Araguaia e Rondonópolis e na BR 163 no município de Rio Corrente, na divisa com Mato Grosso do Sul, até Rondonópolis.

A abertura do processo de licitação é resultado de várias reuniões entre o coordenador da bancada de Mato Grosso, deputado federal Wellington Fagundes (PR/MT) e o diretor-geral do Dnit, general Jorge Fraxe. “Estas obras são importantes para otimizar o escoamento da produção da região, por isso, meu empenho em articular a abertura da licitação para agilizar o início das obras”, explica.

Leia também:  Não suportando o calor, homem pula da ponte nova e fica ferido em Rondonópolis

Segundo o superintendente do DNIT em Mato Grosso, Luiz Antonio Ehret Garcia as empresas interessadas terão prazo de 30 dias para apresentar os projetos. O processo da análise de habilitação das companhias e dos projetos podem levar de 4 a 6 meses. As empresas vencedoras deverão cumprir contrato de 5 anos, sendo 2 o prazo máximo para a reestruturação e 3 anos de manutenção.
Os investimentos serão de acerca de R$ 247 milhões.

Recuperação estradas brasileiras

O Programa Crema 2ª Etapa definir as empresas que executarão obras de recuperação em mais de 1820 quilômetros de rodovia, nos estados de Minas Gerais, Bahia, Rio Grande do Norte e Alagoas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.