Reunião da diretoria da CDL com a A fiscal de tributos da Sefaz, Marilaine Fumes. Foto da assessoria

A fiscal de tributos da Secretaria de Estado de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz), Marilaine Fumes, se reuniu com os diretores da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL), na manhã desta quarta-feira (01/02), onde foi cobrado mais celeridade da Sefaz nos processos e restituição dos valores recolhidos a maior. A visita faz parte da avaliação no atendimento das agências regionais da CDLs no que diz respeito a satisfação dos empresários com os serviços prestados.

Cobranças sobre a implantação do novo patamar do simples no Estado, fiscalização de produtos comprados pela Internet e a modificação nas medidas para a venda e controle de produtos nas empresas também foram assuntos da pauta. A novidade é a medida padrão para a comercialização de ferro e cimento agora é o peso, não mais saca ou barra, e a bebida passa a ter o controle por litro, não mais por garrafa ou lata. Os itens constam na portaria 007/2012 da Sefaz.

Leia também:  MPE e parceiros realizam 5ª etapa de limpeza do Ribeirão Arareau nesta sexta

O diretor de Assuntos Políticos da entidade, Neles Walter Ferreira de Farias, lembra que a mudança vai dificultar a venda ao consumidor final que está acostumado a comprar o ferro em barra, por exemplo, assim como o controle de estoque dos produtos cujo padrão de medida foi alterado.

A presidente da CDL, Eliane Queiroga, elogiou a iniciativa da Sefaz em se aproximar dos empresários e salientou que há necessidade de agilizar os procedimentos no órgão. “Há processos que tramitam há mais de dois anos e ainda não existe reposta”, salientou.

Todas as sugestões e reivindicações serão enviadas para a Sefaz de Cuiabá. “A proposta é visitar as associações e verificar quais problemas que são encontrados nas agências e regionais para sanarmos os problemas. A Sefaz quer que todas as respostas sejam dadas para os empresários nas próprias cidades agilizando todos os procedimentos”, ressaltou.

Leia também:  Após denuncia, Polícia Ambiental confirma desmatamento ilegal em fazenda no MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.