A nova ministra da Secretaria de Politicas para Mulheres, Eleonora Menicucci, promete defende a liberação do aborto, a declaração da nova ministra aconteceu ao jornal Folha de São Paulo, na edição desta terça-feira (07/02), o assunto deve movimentar os movimentos religiosos brasileiros.

Eleonora é amiga da presidente Dilma Rousseff (PT), desde a década 1960, quando chegou a dividir uma cela durante o período da ditadura militar.

PROMESSA DE DILMA

Em 15 de outubro de 2010, a então candidata a presidência da república, Dilma Roussef (PT), depois de ser alvejada por mensagens na internet e cobrada por movimentos religiosos a se posicionar sobre temas como aborto e casamento entre homossexuais, Dilma Rousseff, divulgou mensagem a religiosos, para tentar, nas palavras dela, “pôr um fim definitivo à campanha de calúnias e boatos” espalhados pelos adversários.

Leia também:  Antônio Joaquim volta a pensar em entrar na disputa

No texto, Dilma foi enfática ao negar ser favorável ao aborto, mas evitou entrar no debate sobre casamento entre homossexuais. “Eleita presidente da República, não tomarei a iniciativa de propor alterações de pontos que tratem da legislação do aborto e de outros temas concernentes à família e à livre expressão de qualquer religião no País, (…) Sou pessoalmente contra o aborto e defendo a manutenção da legislação atual sobre assunto”, declarou Dilma.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.