A nova ministra da Secretaria de Politicas para Mulheres, Eleonora Menicucci, promete defende a liberação do aborto, a declaração da nova ministra aconteceu ao jornal Folha de São Paulo, na edição desta terça-feira (07/02), o assunto deve movimentar os movimentos religiosos brasileiros.

Eleonora é amiga da presidente Dilma Rousseff (PT), desde a década 1960, quando chegou a dividir uma cela durante o período da ditadura militar.

PROMESSA DE DILMA

Em 15 de outubro de 2010, a então candidata a presidência da república, Dilma Roussef (PT), depois de ser alvejada por mensagens na internet e cobrada por movimentos religiosos a se posicionar sobre temas como aborto e casamento entre homossexuais, Dilma Rousseff, divulgou mensagem a religiosos, para tentar, nas palavras dela, “pôr um fim definitivo à campanha de calúnias e boatos” espalhados pelos adversários.

Leia também:  Depois de pedir pra soltar Lula, deputado quer liberar a maconha

No texto, Dilma foi enfática ao negar ser favorável ao aborto, mas evitou entrar no debate sobre casamento entre homossexuais. “Eleita presidente da República, não tomarei a iniciativa de propor alterações de pontos que tratem da legislação do aborto e de outros temas concernentes à família e à livre expressão de qualquer religião no País, (…) Sou pessoalmente contra o aborto e defendo a manutenção da legislação atual sobre assunto”, declarou Dilma.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.