No dia 25 de fevereiro será lançada a feira do piscicultor de Rondonópolis, no Cais. Todos os sábados, das 9 horas às 20 horas, serão comercializados peixes de tanque das espécies tabatinga, tambacu, pintado, pacu, tambaqui, piau e piraputanga. O pescado poderá ser adquirido na peça inteira, limpos, temperados e até mesmo vendidos assados, em caldos e demais variações.

Até mesmo os ingredientes para uma boa peixada estará à disposição da população como farinha para pirão, pimenta e até mesmo algumas receitas. A realização do evento, que deve se tornar um ponto turístico da cidade, foi discutida em uma reunião na terça-feira (31), na Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, com a presença de 30 piscicultores.

Leia também:  MT é o 5º Estado com maior índice de violência sexual contra criança

“O preço será mais acessível, pois virá direto do produtor, sem os atravessadores. A intenção de realizar a feira do Cais é de utilizar melhor o local, pois é tradicional da nossa cidade. A feira semanal vai estimular a produção de peixes em cativeiro”, comentou o secretário da pasta, Genilton Pereira de Souza. O município dará o suporte e apoio ao projeto.

O coordenador da feira, Valdir Correia, explica que a oportunidade de oferecer à população rondonopolitana mais um espaço de lazer foi bem recebida pelo prefeito. “O Zé do Pátio aprovou a ideia de realizar a feira; ele acredita que a feira será benéfica para produtores e sociedade”.

Durante a Semana Santa, a feira do piscicultor será diária para que não falte o produto na mesa da família rondonopolitana.

Leia também:  Rondonópolis | MPT divulga edital para cadastro de entidades que poderão ser beneficiadas com destinações

Hoje em Rondonópolis há 630 tanques de piscicultura, 80 deles foram perfurados a partir de 2009, com o trabalho de intensificação da cultura por meio do programa Mais Peixe, da prefeitura.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.