Foto da assessoria

A mudança das regras do Campeonato Estadual Mato-grossense de 2012, em que todos os times se enfrentam, implicou na modificação da forma de premiação que o Governo contemplará os clubes. A distribuição do recurso será de forma mais igualitária e o prêmio aumentou de R$ 1,5 milhão em 2011 para R$ 2 milhões nesse ano. O Projeto de Lei foi aprovado na sessão dessa quarta-feira e segue para o Executivo para apreciação. O deputado estadual, Ondanir Bortolini – Nininho (PR-MT) é autor do projeto juntamente ao presidente da Casa, José Riva.

Nininho explica que o Projeto aumenta o repasse para R$ 125 mil a cada um dos dez clubes do Campeonato Estadual. No ano passado, o valor repassado pelo Governo era de R$ 30 mil para cada um dos doze clubes neste mesmo campeonato. “Essa modificação estimula os times estaduais a chegarem ao Campeonato Brasileiro nas séries C e D, Copa do Brasil e São Paulo de Juniores. As equipes estão de parabéns pela atuação em 2011, principalmente os clubes que treinam as categorias de base, porque tiram crianças das ruas, exigem boas notas na escola e afastam o perigo das drogas. Incentivar o esporte é mais uma forma de proteger a sociedade”, defende o republicano.

Leia também:  Pão de alho para o churrasco

O parlamentar considera ainda que essa alteração vai incentivar os clubes a terem melhores resultados. “O prêmio é um estimulo a mais para as equipes e nas etapas nacionais o Estado ainda ganha com mídia espontânea divulgando Mato Grosso”. O Rondonópolis Esporte Clube (REC) foi a primeira equipe que passou para a terceira fase da Copa São Paulo de Juniores, o que colocou o Estado nos noticiários esportivos. “Nossa intenção é fomentar o esporte na cidade sede da Copa do Pantanal em 2014”, argumenta Nininho.

Também autor deste Projeto de Lei, o presidente da Casa Legislativa Estadual, deputado José Geraldo Riva informa a mudança na premiação do Campeonato Brasileiro Série C. Dois clubes serão contemplados ficando cada um com R$ 125 mil. No ano passado apenas um era contemplado com R$ 200 mil. A Série D que ficou de fora no ano passado, agora receberá prêmio de R$ 60 mil.

Leia também:  Circuito de Tênis começa nesta quarta em Cuiabá

O campeão e vice-campeão estaduais receberão R$ 50 mil e R$ 40 mil, sendo R$ 10 mil a menos que o valor repassado no ano passado para cada uma destas classificações, porém, todos os times ganham mais na fase inicial do campeonato quando receberão R$ 125 mil cada. Os dois clubes participantes da Copa do Brasil permanecem com o prêmio de R$ 50 mil cada; R$ 100 mil para cada um dos dois clubes da Copa São Paulo; R$ 40 mil para o sub 17 campeão do Campeonato Estadual e R$ 20 mil para o vice.

O intuito da Assembleia de Mato Grosso em ampliar a premiação de R$ 1,5 milhão para R$ 2 milhões é incentivar o esporte no Estado que já sente as mudanças com a proximidade da Copa do Pantanal e continuar incentivando o trabalho dos clubes, com destaque para aqueles que possuem projetos sociais e treinam categorias de base.

Leia também:  Sema investe R$ 1,3 milhão em projeto de gerenciamento de recursos hídricos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.