Por conta do aumento do número de vereadores que ocorre a partir do ano que vem, quando Rondonópolis passa a ter 21 parlamentares, a Câmara Municipal iniciou o processo de ampliação, manutenção e modernização. De acordo com o presidente da Casa de Leis, Ananias Filho (PR), a nova área terá 692,58 m² e o valor da obra está orçado em R$ 1.386,125,36.

Segundo Ananias, os recursos para a realização da obra são provenientes da economia do duodécimo da Câmara repassado em 2011 pela prefeitura municipal. Com a ampliação, o Legislativo Municipal passará a ter 22 gabinetes, um em especial para a presidência da Casa e os outros 21 para todos os vereadores. Além disso, será construído o Instituto de Memória da Câmara, novas cantina e cozinha, além de dois estacionamentos, um para os visitantes e um para os vereadores.

Leia também:  Moradores ficam apavorados com tempestade de areia que se formou em Campo Verde

Para o presidente da Câmara, a obra que transformará a sede do Poder Legislativo, além de melhor atender à população, será um dos principais cartões postais do Município já que o projeto garante uma nova aparência à Câmara, com trabalhos de paisagismo e a colocação de uma cascata que passa por uma galeria e alimenta um espelho d’água.

A obra está prevista para ser concluída em 180 dias. “Com essa reforma garanto que a Câmara não precisará passar por ampliação nos próximos 30 anos. É uma obra que vai marcar a história do Legislativo de Rondonópolis”, apontou Ananias.

O aumento do número de vereadores em Rondonópolis de 12 para 21 atende a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) aprovada pelo Senado e Câmara Federal.

Leia também:  Com emenda de Rezende, Unemat aprecia Direito para Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.