É crescente os casos de distúrbios e surtos psicótico, no Brasil o aumento foi de 61% em 2011. Dentre os casos mais comuns estão a síndrome de Burnout e o transtorno bipolar.

A gerente do Departamento de Ações Programáticas da Secretaria Municipal de Saúde, Mariúva Valentim Chaves, disse que no Brasil o número de pessoas com problemas psicológicos que passaram a usar remédio controlado cresceu em 61% em 2011, em comparação ao ano anterior. Mariúva estima que aproximadamente 15 mil pessoas, em Rondonópolis, dependem de remédios para não entrarem em crise psicológica.

A psicóloga Daniela Piato afirmou que a cada dia tem sido mais comum os casos de pessoas com síndrome do pânico, onde indivíduo tem ataques de pânico esporádicos e intensos. Síndrome de Burnout, onde a pessoa apresenta esgotamento físico e emocional, e também o transtorno bipolar, caracterizado pela variação extrema do humor.

Leia também:  Conta de energia pode sofrer redução em setembro

Piato explica que a carga intensa de trabalho e excesso de atividades no dia-a-dia são os principais fatores para que as pessoas desenvolvam algum tipo de transtorno.

De acordo com a psicóloga, as pessoas precisam manter equilíbrio, pois todos os excessos são prejudiciais. “As pessoas estão ligadas e em atividade quase 24h por dia e precisam tirar tempo para descansar e evitar esses tipos de problemas”, observou Daniela e lembrou que o estresse continua sendo o mal do século.

Uma sugestão da psicóloga é que as pessoas busquem alternativas, como leitura, assistir a um filme, viajem e pescaria para aliviar a tensão e o risco de problemas psicológicos. “É essencial que as pessoas façam atividades que lhe ofereçam algum tipo de prazer e distração e assim garantir uma saúde psicológica”, concluiu.

Leia também:  PMs são presos acusados de agredir e assaltar soldado do exército
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.