Passeata Sintep Rondonópolis. Arquivo AGORA MT

Servidores da educação fazem três dias de manifesto nacional em prol de uma melhor qualidade na Educação Pública em todo o país e também para a valorização dos profissionais da educação. A greve nacional iniciou nesta quarta-feira (14/03) e segue até na sexta-feira (16/03) com várias atividades.

Dentre as pautas de reivindicações estão a questão do investimento de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional para ser aplicado na Educação; a criação de um piso salarial nacional para a categoria; a carreira profissional  como condição fundamental para assegurar critérios  estabelecidos na valorização profissional  e condições mínimas de trabalho daqueles que trabalham na Escola; e o Plano Nacional de Educação (PNE) como uma exigência constitucional, estabelecendo diretrizes e metas para a Educação Pública nos próximos dez anos.

Leia também:  Secretaria de Infraestrutura busca ofertar melhor qualidade de asfalto à população

O diretor presidente da Subsede do SINTEP/ROO, João Eudes da Anunciação, disse que em Rondonópolis os servidores da educação realizarão, hoje (14/03), debates sobre as reivindicações nas unidades escolares, juntamente com professores, alunos e os pais dos estudantes, na manhã desta quinta-feira acontecerá uma mobilização na Praça Brasil e a noite na Feira do Conjunto São José. No último dia da greve nacional, caravanas de todo o Estado participaram de um grande manifesto em Cuiabá e se concentrarão de frente a Associação Mato-grossense dos Municípios.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.