A reunião realizada pela Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR), com deputados estaduais e empresários de alguns setores em 05 de março, para a discussão sobre o aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) já mostra resultados. O decreto nº 963, assinado em 26 de janeiro de 2012 pelo governador Silval Barbosa, será revisto para o setor de perfumes e cosméticos.

O compromisso de rever a alíquota de 35% mais 2% que atinge, além de perfumes e cosméticos, os segmentos de jóias, embarcações de esporte e recreação, cigarro e fumo, foi feito pelos deputados estaduais Hermínio J. Barreto e Sebastião Machado Rezende ao presidente da ACIR, Edson Ferreira. Os parlamentares, inclusive, já estiveram na Secretaria de Estado de Fazenda, para discutir o assunto.

Leia também:  Com objetivo de melhorar o atendimento da Educação, Prefeitura reconduz servidores para atender 300 crianças especiais

De acordo com os deputados, a alíquota do ICMS deve chegar ao patamar de 20% para o setor de cosméticos. Os setores optantes pelo Simples Nacional permanecem com a alíquota de 7,5% do imposto. As informações foram repassadas ao presidente da entidade nesta quinta-feira (15). “A ACIR considera esta mais uma vitória em defesa da classe”, externou Edson Ferreira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.