No artigo intitulado “O uso do cachimbo faz a boca torta”, a jornalista Adriana Vandoni relata que os ataques que o deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz (PPS), tem feito ao PDT rondonopolitano e ao ex-prefeito Adilton Sachetti (PDT) são parte de uma mesma estratégia utilizada por Percival em sua pré-candidatura ao senado em 2010.

O texto da jornalista aponta para o que seria uma artimanha com a finalidade de “queimar” o PDT local, que pode até lançar Sachetti como candidato a prefeito, apesar das negativas do ex-prefeito. Vandoni foi uma das colaboradoras de campanha de Pedro Taques e ainda mantem ligações com o senador.

Na última segunda-feira (01/03) membros do PDT, PPS e PSB se reuniram na casa do deputado para tentar acalmar os ânimos depois das declarações de Percival em entrevista ao programa “Entre Amigos” na Rádio Mega FM 99, que desdenhou da possibilidade de receber apoio do pedetista Adilton Sachetti. “Se eu depender do apoio do Adilton para ser candidato eu prefiro não ser”, declarou Muniz.

Leia também:  Nova onda na Câmara

Clique aqui e leia o texto de Adriana Vandoni

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.