Foto Associação Moradores Granbery

É comum observar que construções de casas e prédios são suspensas no meio das obras e demandam tempo e custos superiores os estimado no projeto inicial. O problema é reflexo de mau planejamento.

A arquiteta e urbanista, Milani C. Bender e o projetista e orçamentista, Fábio Ricardo da Costa, sócios da Um Engenharia e Arquitetura, relatam que a maiorias da pessoas reclamam que as obras sempre custam um valor superior ao projeto, contudo o problema pode ser solucionado se houver um planejamento minucioso antes da construção.

Fábio explica que as pessoas se preocupam com o material básico, como cimento, tijolos e telhas e não levam em consideração a possibilidade de um aterramento, da falta de material no mercado, a variação de preço e principalmente o acabamento e a mão de obra que são os maiores vilões da construção. “As pessoas tem uma ideia original para a casa dos sonhos e ficam preocupadas com o material mais básico, mas devem levar em consideração possibilidades como falta de cimento, os 10% das madeiras que são usados a mais para a sustentação das canaletas. Esses detalhes fazem a diferença no andamento da construção”, argumentou o projetista.

Leia também:  Luverdense perde do Inter com gol polêmico no final

Bender ressalta que é de suma importância a contratação de um pedreiro de confiança, tendo em vista a falta de mão de obra qualificada na cidade. “Se o pedreiro não for confiável e cuidadoso pode aumentar o custo da construção, com desperdício de materiais os compra excessiva de produtos. Muitas vezes o pedreiro avisa que faltou cimento e precisa do material para naquela hora, o que não permite a cotação de mercado e com certeza a compra emergencial irá custar mais caro”, frisou a arquiteta.

O projetista e a arquiteta sugerem que o projeto da casa dos sonhos deve ser executado o mais detalhado possível, muita cautela na contratação de profissionais para que não gastem materiais desnecessários, sempre fazer cotação de mercado e se possível contratar um profissional para acompanhar a obra, pois tem conhecimento técnico de como os pedreiros estão trabalhando e vão ajudar na garantia e durabilidade do trabalho realizado.

Leia também:  Estudos ambientais para criação do Parque da Seriema serão iniciados
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.