Foto : Reprodução

O Governo do Estado publicou, no Diário Oficial que circula, nesta quinta-feira (22.03), a nomeação do novo diretor geral da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso. Assume a função o delegado, Anderson Aparecido dos Anjos Garcia, que até então era secretário Adjunto de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).
Anderson é bacharel em Direito pela Universidade de Guarulhos (SP); possui pós graduação em Gestão de Segurança Pública pela UFMT (2003-2004); pós graduação em Administração com ênfase em Inteligência de Segurança Pública pela UFMT (2006-2008); capacitação em Computer and Credit Card Fraud – US Police Instructor Teams – Mato Grosso (2000); Trends in Cyber Crime (Tendências no Crime Cibernético) – US Police Instructor Teams – Mato Grosso (2000); Curso de Investigação de Local de Crime e Técnicas de Interrogatório com ênfase em Direitos Humanos, pelo Ministério da Justiça (2002); capacitação para Chefes de Organismos de Inteligência – SENASP/MJ (2008); curso de Técnicas de Investigação de Crimes Violentos e Insolúveis – Ministério da Justiça (2000); foi escrivão de polícia da 9ª DP Carandiru; 30ª DP Tatuapé; 2º DP Rudge Ramos em São Bernardo do Campo; atuou como delegado municipal de Munhoz, em Minas Gerais (1996-1997); delegado adjunto da Delegacia Especializada de Repressão à Roubos e Furtos de Cuiabá (1997-1998); delegado adjunto da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (1998-2000); criou o Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO) – 2000/2001; e foi delegado chefe da Inteligência da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (2001 a 2010).
Assume a pasta adjunta de Inteligência da Sesp o delegado Wylton Massao Ohara, que até então atuava como delegado titular da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores. Ohara é bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de Marília – Fundação de Ensino Eurípides Soares da Rocha. De 2005 a 2010 atuou como delegado titular da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública; de 2004 a 2005 foi delegado titular da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema) e de 2003 a 2004 atuou na Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Leia também:  Nova Mutum | Motorista se assusta com fumaça do motor e carro é destruído pelas chamas na BR-163

Entre os cursos realizados está o Superior de Inteligência Estratégica, realizado na Escola Superior de Guerra, no Rio de Janeiro, nos meses de fevereiro a agosto de 2011; Curso de Procedimentos Básicos de Inteligência (CPBI), realizado na Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), entre outros.

O Governo do Estado também publicou no Diário Oficial que circula nesta quinta-feira (22.03) a exoneração, a pedido do ex-diretor da Polícia Judiciária Civil, delegado Paulo Rubens Vilela, que agora assume a coordenação do Centro de Estudo e Pesquisa Aplicada da Academia da Polícia Judiciária Civil (Acadepol), até posterior decisão do processo de ação penal movido pelo Ministério Público Federal contra o delegado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.