O projeto que altera o texto do Passe Livre que passará a beneficiar todos os estudantes com a gratuidade do transporte coletivo foi retirado da pauta pelo autor, vereador Mohamed Zaher (PSD), durante a sessão da Câmara na quarta-feira (7). Segundo a Secretaria de Trânsito de Rondonópolis o serviço atende mais de 2 mil alunos da rede estadual, municipal, de cursos técnicos e de instituições particulares.

O vereador explicou que precisou se ausentar do plenário e devido a isso pediu a retirada do projeto que iria ser votado na ocasião. De acordo com Mohamed o projeto será votado na próxima quarta-feira.

Mohamed contou que está sendo o porta voz dos estudantes que vem reivindicando mudanças no serviço. Para o vereador além de ampliar o benefício, o texto a ser votado também modifica para 2h a integração para estudantes que precisam de mais de um ônibus para se deslocar da escola para a casa.

Leia também:  Pátio pretende licitar novos táxis em Rondonópolis

“Eu entendo que o Passe Livre é para os estudantes, independentemente se ser rico ou pobre. Não concordo que eles tenham que passar por uma seleção para conseguir o benefício”, diz.

COMO FAZER

Atualmente para conseguir a carteirinha do Passe Livre, o estudante tem que levar documentos pessoais, como certidão de nascimento ou RG, comprovante de endereço e de matrícula. Os critérios analisados são que o aluno tem que morar mais de dois quilômetros da instituição que estuda, tem que ter renda no máximo até um salário mínimo por pessoa da família.

As pessoas que fizeram parte do Bolsa Família devem levar o cartão. O endereço para o cadastro do estudante fica na rua Rio Branco, nº408, na Vila Aurora, próximo a prefeitura de Rondonópolis.

Leia também:  CDL entrega primeira remessa de doações para as entidades

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.