O processo onde o prefeito José Carlos Junqueira de Araújo e sua vice- prefeita, Marília Salles, foram acusados de gastos ilícitos de campanha em 2008, devido a distribuição de camisetas, voltou a pauta ontem (20/03) do Tribunal Regional Eleitoral.

Pátio que já tinha conseguido uma vitória em primeira instancia, vê agora o recurso impetrado pelo Ministério Público Eleitoral ser votado.

O julgamento já contabiliza três votos pela cassação de Pátio, ainda faltam mais três votos e no caso de empate o voto de minerva do desembargador Rui Ramos.

Votaram pela cassação do prefeito e sua vice-prefeita, o relator do processo Pedro Francisco da Silva, que substitui o titular e juiz federal, Rodrigo Navarro de Oliveira, o desembargador José Ferreira Leite e o quarto vogal, Jorge Luiz Tadeu Rodrigues.

Leia também:  STF decide enviar denúncia sobre Temer à Câmara

O julgamento está suspenso devido a um pedido de vistas feito pelo jurista substituto André Luiz de Andrade Pozetti. Restam ainda os votos do Juiz Sebastião de Arruda Almeida e de Samuel Franco Salia Júnior, além do voto do autor do pedido de vistas.

Em sua defesa, os advogados de Pátio, Válber Melo e José Pereira Neto, alegam que as camisetas foram distribuídas apenas para os fiscais de votação no dia da eleição.

O julgamento está suspenso e volta a pauta amanhã para a decisão final.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.