As estatísticas feitas pela Polícia Militar apontam que nas últimas três semanas houve uma redução de crimes violentos em Rondonópolis. O major da Polícia Militar de Rondonópolis, Sandro Barbosa, afirmou que apesar do número de policiais não serem o ideal para Rondonópolis tem sido possível diminuir os crimes na cidade.

De acordo com o Major Sandro atualmente a corporação da cidade conta com 346 militares, desse total apenas 160 fazem parte do 5º Batalhão. Para o Major se houvesse mais policiais seria possível realizar um trabalho de mais qualidade. “Para se fazer um policiamento ostensivo na cidade ou no comércio, por exemplo, teríamos que ter mais policiais, mais viaturas. O nosso desejo era o de colocar mais patrulhas em locais de aglomerações para dar mais segurança as pessoas que estão no centro, na Lions ou simplesmente fazendo uma caminhada no Horto, mas não temos estrutura para isso”, fala.

Leia também:  União volta a jogar sábado pelo Sub-19

Major Sandro conta que a penitenciária da ‘Mata Grande’, a cadeia feminina e a cadeia pública também fazem o uso de militares. “Nessas três unidades tem 71 policias trabalhando, se não houvesse a necessidade deles nesses locais, teríamos mais policiais nas ruas”, alega.

Segundo o Major Sandro os armamentos existentes no Batalhão são suficientes para o trabalho diário, desde que não haja uma eventualidade como a de ter que colocar todo o efetivo para trabalhar. “Temos armamento para o dia-a-dia, mas se ocorrer uma rebelião, por exemplo, e for necessário dar uma arma para cada policial, ai sim, seria insuficiente. Agora como um todo o número de armas não compromete o nosso trabalho”, conta.

Leia também:  Avião cai no Pantanal matogrossense e deixa um morto e outro gravemente ferido

Armas como Pistola .40 e Fuzil de médio calibre são algumas citadas pelo Major que poderiam ter em maior quantidade no batalhão.  Para suprir a demanda da cidade, o Major conta que a PM opta por trabalhar com sistemas de operações para que dê volume de policiamento nas ruas. “Temos militares que trabalham em situações diferentes, como no trânsito, bairros, ronda escolar, barreiras e centro. A noite os militares saem em comboios para fazer abordagem em pontos estratégicos da cidade”, comenta.

Para finalizar, Sandro afirmou que acredita que essa maneira que a PM tem trabalhado na cidade tem trazido resultados, já que a instituição tem registrados menos ocorrências nos últimos dias. “Fazemos o melhor com que o temos nas mãos”, salienta.

Leia também:  Oito criminosos são presos por roubos com violência em residências

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.