Imagem site Página Comunitária

Cerca de 260 reeducandos da penitenciaria Major Eldo Sá Correa ‘Mata Grande’ e da Cadeia Pública Feminina retomaram as atividades escolares neste início de ano.

A coordenadora pedagógica da Mata Grande, Creuza Ribeiro, relatou que para o 1º segmento do EJA (Educação de Jovens e Adultos), correspondente a antiga 1ª a 4ª série, existe quatro turmas que alfabetiza 96 reeducandos da Mata Grande e Cadeia Pública. As salas são anexas a Escola Municipal Princesa Isabel, juntamente com as demais unidades de educação do município.

No início do mês de fevereiro, o Estado retomou as atividades do 2º segmento do EJA (antiga 5ª a 8ª série) onde 161 reeducando tem oportunidade de continuar com os estudos, neste caso as aulas são ministradas em salas compartilhadas à Escola Estadual Nova Chance.

Leia também:  Várzea Grande | Irmãos são detidos por tráfico de drogas e dano de viatura

Este ano mais dois reeducandos foram selecionados no SISU (Sistema de Seleção Unificada) para ingressar na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que somaram a outros dois universitários que cumprem pena na Mata Grande.

Creuza afirma que muitos reeducandos chegam às unidades prisionais sem saber ler e escreve e alguns aproveitam a oportunidade para ser alfabetizado ou concluir os estudos. A educadora acredita que por meio da formação escolas os reeducando, ao cumprirem a pena, terão uma chance de ter um futuro melhor e longe da criminalidade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.