A presidente do Cantinho de Proteção Animal, Mirna de Castro Mendonça, pede o apoio de toda a sociedade de Rondonópolis para a implantação e aprovação de um projeto que incentive a castração de animais na cidade. “O nosso objetivo, além do controle da natalidade, é evitar a proliferação de doenças transmitidas pelos cães, como a leishmaniose”, afirma.

Mirna ressalta que os gatos também estão incluídos, pois podem servir como hospedeiros de um parasita que, em contato com o ser humano, transmite uma doença conhecida como toxoplasmose.

Segundo a WSPA (Sociedade Mundial de Proteção Animal), uma única cadela, com uma vida reprodutiva de seis anos, pode gerar 100 descendentes, enquanto uma gata em apenas dois anos pode deixar 200 descendentes. São números desconhecidos da maioria das pessoas.

Leia também:  PSL fecha com Pátio e base pula de 10 para 12

A castração ainda é um assunto bastante polêmico. O medo de que o animal sofra ou tenha sequelas são alguns dos motivos que impedem muitas pessoas de aceitarem o procedimento. Trata-se de uma operação segura, principalmente quando feita por um bom médico veterinário. Os animais geralmente se recuperam da castração em aproximadamente uma semana com desconforto mínimo.

De acordo com Elisangela de Oliveira, voluntária do Cantinho de Proteção Animal, uma clínica veterinária será escolhida com parceria para realizar o procedimento. As pessoas interessadas terão que atender a alguns requisitos, por isso preencherão um cadastro.

Elisangela afirma que o projeto, que tem parceria com a Associação Rondonopolitana de Proteção Animal (ARPAA) e vai liberar recursos a serem usados pela ONG e por uma Clínica Veterinária parceira. “O plano só depende da divulgação da data em que será votado e que vai ser comunicado pelo presidente da Câmara Municipal e vereador Ananias Filho”, conclui.

Leia também:  Espaço Rio Vermelho Vivo recebe últimos preparativos para o Festrilha que acontece neste fim de semana
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.