A Praça Brasil foi o ponto de encontro para a mobilização que ocorre em Rondonópolis. Foto Varlei Cordova/AGORA MT

A Praça Brasil foi palco da manifestação, na manhã desta quinta-feira (15/03), em prol de uma melhor qualidade no ensino e pagamento do piso salarial nacional. A ação contou com servidores da rede de educação do Estado e do Município.

O presidente da sub-sede de Rondonópolis do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), João Eudes da Anunciação, afirmou que o objetivo da mobilização é chamar a atenção dos governantes para atender as reivindicações dos trabalhadores, as principais delas são a criação de um piso salarial nacional e o aumento no investimento na educação.

“A mobilização faz parte da agenda dos três dias de greve, queremos que as autoridades competentes voltem os olhos para a questão da qualidade de ensino”, disse João Eudes que está satisfeito com o andamento dos trabalhos.

Leia também:  Rondonópolis alcança o 2° lugar em negociação no mutirão fiscal do Estado
A mobilização contou com servidores da educação da rede estadual e municipal.

Para o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), Rubens de Oliveira Paulo, somente com luta que é possível obter as conquistas almejadas. “A mobilização nacional coincidiu com o momento de reivindicações do Sispmur foi importante para que haja um fortalecimento mútuo e tenhamos uma resposta positiva nas nossas reivindicações”, relatou Rubens.

Nesta sexta-feira (16/03) duas caravanas de Rondonópolis seguirão para Cuiabá. Além dos professores também estiveram presentes na mobilização estudantes, Agentes Comunitários de Saúde e representantes das cidades de São José do Povo e Pedra Preta.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.