O presidente municipal do Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Rondonópolis, o advogado, professor  e apresentador de TV, Carlos Vanzeli, rebateu as críticas de filiados que o acusavam de centralizar as decisões do partido e estar impondo a sua pré-candidatura como prefeito. “O PDT é um partido democrático, onde os companheiros podem expressar suas opiniões e todos tem total liberdade para se expressar, o PDT não tem mordaça e nem cacique”, rebateu.

Vanzeli ainda afirmou que o partido tem feito reuniões com os filiados e pré-candidatos a vereador. “O partido se reuniu no mês passado e deve se reunir ainda no final deste mês, estamos discutindo os rumos do partido”, lembrou o pedetista.

Quanto às declarações do empresário Vilmar Pimentel de que Vanzeli seria pré-candidato a prefeito dele mesmo, o presidente do PDT foi taxativo, “A minha pré-candidatura foi apresentada pelo partido no dia 30de setembro de 2011, pelo presidente regional da sigla, o deputado estadual, Zeca Vianna, onde todos, inclusive ele (Pimentel), aplaudiram esse manifestaram a favor, (…) toda a unanimidade é burra, é muito importante ter divergências sim e no momento das convenções vamos decidir os rumos do PDT”.

Leia também:  Dois homens morrem eletrocutados enquanto trabalhavam em posto de combustível em MT

O secretário geral do partido e servidor público, Magno Pereira, ressaltou o processo de deliberação das decisões partidárias, “São salutares as discussões, alguns insatisfeitos precisam participar mais das reuniões, todas as nossas decisões são discutidas internamente, mas tenho certeza de muitos filiados não comungam deste mesmo pensamento, (…) as discussões fazem parte do processo democrático”, avaliou Pereira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.