Quase um mês depois da suspensão de parte dos serviços, os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) conseguiram o reajuste salarial para a categoria, apesar de não ter sido o valor solicitado. Os vereadores aprovaram ontem (04/04) o projeto de alteração salarial.

A presidente do sindicato dos ACS de Rondonópolis, Marina Lara, explicou que a categoria solicitou que o piso fosse o valor do repasse pelo Ministério da Saúde ao município e que a prefeitura arcasse com a insalubridade. “Apesar de não ser o esperado tivemos uma conquista importante”, afirmou.

Na próxima semana os relatórios que foram suspensos, como forma de pressionar o prefeito a negociar, serão entregues à Secretaria de Saúde, para que o município possa receber os repasses do governo federal. Contudo Marina afirmou que continuará com as negociações para que o piso dos ACS seja o repasse que é feito pelo Ministério da Saúde.

Leia também:  Centro de Atendimento Empresarial abre linha de crédito para taxistas

Na próxima semana uma comissão da categoria se reunirá com a gerente do Departamento de Atenção à Saúde para dialogar quanto a divisão de ofícios e o cálculo da produtividade dos agentes, que é ínfima em comparação aos enfermeiros e médicos do Postos de Saúde da Família.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.