O cinema do Brasil será o principal homenageado, como convidado de honra, do 65º Festival de Cannes, na França, de 16 a 27 de maio. A decisão foi anunciada pelo diretor do festival e responsável pela programação de filmes do evento, Thierry Frémaux. O cineasta Nelson Pereira dos Santos, de 84 anos, deverá receber uma homenagem durante o festival.

O filme A Música segundo Tom Jobim, de Nelson Pereira dos Santos, será exibido em uma sessão especial. “O filme de Santos é uma homenagem a Jobim, o criador da bossa nova”, disse Frémaux, referindo-se ao trabalho que conta a trajetória e a forma de criar de Antônio Carlos Jobim por meio da música e do pensamento do compositor.

Leia também:  Criança torturada pela mãe é levada para hospital com costela quebrada e braço fraturado

Frémaux citou ainda diretores brasileiros, como Cacá Diegues, que representa o chamado Cinema Novo com filmes clássicos – Xica da Silva e Quilombo -, além de Ruy Guerra, que dirigiu Ópera do Malandro e Os Deuses e os Mortos, entre outros.

No Festival de Cannes, o Brasil foi destaque com o longa metragem de Walter Salles, Na Estrada, baseado no livro On the Road, e Glauber Rocha com Terra em Transe e O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.