Com o objetivo de estimular as crianças e adolescentes a denunciarem situações de violência sexual e incentivar a implementação de políticas públicas de enfrentamento ao problema, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso e a Prefeitura Municipal de Água Boa lançaram o ‘3º Concurso Cultural 18 de Maio’, em alusão ao ‘Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Contra Crianças e Adolescentes’. O concurso é voltado para alunos de escolas públicas e particulares e a premiação foi viabilizada por meio de recursos do Fundo da Criança e do Adolescente de Água Boa em um montante de aproximadamente 18 mil reais.

Com o tema, “A família no contexto de proteção contra a violência sexual infanto-juvenil”, o concurso, que conta com a participação do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, foi dividido em quatro categorias: redação, música, slogan e fotografia. Os prêmios para os três melhores de cada categoria serão um netbook (1º lugar), uma câmera fotográfica digital (2º lugar) e uma bicicleta (3º lugar). Cerca de 4.209 alunos serão atingidos pelo concurso.

Leia também:  Programa Jovens Embaixadores está com inscrições abertas

De acordo com o promotor de Justiça Leandro Volochko, o concurso também vai premiar o professor orientador e a escola do primeiro colocado em cada categoria. O professor receberá o valor de R$ 500,00 e a escola R$ 1 mil por aluno premiado em 1º lugar. Isto significa que um professor poderá receber até R$ 2 mil e a escola até R$ 4 mil.

“Pretendemos com a continuidade deste concurso, mobilizar e sensibilizar crianças e adolescentes, por meio da confecção de redação, música, slogan ou fotografia, sobre o grave problema social que é a violência sexual contra crianças e adolescentes. Os estudantes estão sendo orientados e incentivados a denunciar quem pratica este tipo de violência”, destacou.

Conforme dados do Creas de Água Boa, em 2011, foram encaminhadas à instituição 22 crianças ou adolescentes vítimas de abuso sexual. “O abuso sexual contra elas é cometido no escuro, às escondidas, no anonimato e, infelizmente, muitas vezes dentro da própria casa da vítima. O concurso cultural conseguiu e está conseguindo fazer com que as potenciais vítimas se informem sobre o assunto e saibam como agir”, acrescentou o promotor de Justiça.

Leia também:  Saúde foca em realização de novo concurso

A cerimônia de premiação dos alunos vencedores ocorrerá no dia 18 de maio, ‘Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Contra Crianças e Adolescentes’ ocasião em que será promovido um jantar de gala com a participação dos vencedores e de suas famílias, professores e escolas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.