O setor de comércio foi o que mais demitiu em Rondonópolis durante o mês de março chegando ao total de 857 desligamentos. Segundo o Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged) o número de emprego com carteira assinada na cidade fechou o mês com o saldo negativo de 144.

No mês passado, assim como o comércio foi o que mais demitiu também foi o que mais contratou com 843 vagas, mas que não foram suficientes para impedir que o setor terminasse o mês com o saldo negativo de 14. O presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR), Edson Ferreira, explicou que essas demissões são comuns da época para o setor que neste momento passa por uma entre safra.

Leia também:  Receita Federal declara ter recebido 28,5 milhões de Imposto de Renda 2017

“O comércio contrata bastante nos meses de novembro, dezembro e janeiro, já em fevereiro e março começa ocorrer às demissões”, diz. Para Edson as datas comemorativas que estão por vir como o Dia das Mães e Dia dos Namorados prometem alavancar mais as vendas e consequentemente surgem novas vagas de emprego.

O ramo de serviços também teve papel importante para que Rondonópolis terminasse com saldo negativo, já que o setor contratou 794 pessoas, mas despediu 797. Desde janeiro, o Caged registrou que na cidade foram criados apenas 326 empregos com carteira assinada, número bem menor do que o cadastrado no ano passado no mesmo período que é o de 965.

Leia também:  Durante entrega de obras, Taques destaca que não aceitará baderna e desrespeito

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.