O Comparativo de Vendas da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR), realizado pelo Instituto de Pesquisa ACIR (IPA), passou a ser desenvolvido mensalmente, com a apresentação de dados deste ano e a comparação com o mesmo período do ano passado e, ainda, a comparação das vendas entre os dois últimos meses.

O Comparativo passou a ser realizado em janeiro de 2012 e tem o objetivo de diagnosticar as vendas dos principais segmentos comerciais do município, analisar o cenário a partir dos dados e construir um histórico dessas informações.

Na última pesquisa, finalizada neste mês de abril, o IPA identificou que as vendas no segmento de carros novos e usados foram as que mais sofreram redução no mês de março, com relação ao mesmo período de 2011. A queda também foi identificada na comparação entre fevereiro e março deste ano.

Leia também:  Confira dicas para cuidar da pele e reduzir irritações durante o barbear | Moda e Beleza

A redução de março de 2012 na venda de carros novos, com relação a março de 2011, chega a quase 20%. No comparativo de fevereiro e março, a redução foi de quase 8%. Na venda de carros usados a queda identificada foi de 33% a 35%,na comparação anual e, entre 24% e 26% entre fevereiro e março.

Já o segmento que mais cresceu na comparação anual foi o de móveis planejados. Em março de 2012, com relação ao mesmo período do ano passado, o crescimento nas vendas foi de 12% a 14%. No comparativo de fevereiro e março, o segmento cresceu entre 2% a 4%.

Para o Comparativo de Vendas o IPA coleta dados de empresas rondonopolitanas  nas áreas de vestuário e calçados, venda de carros novos e usados, materiais para construção, móveis planejados, supermercados, eletrodomésticos e lojas de brinquedos. A primeira pesquisa abrangeu dados dos meses de novembro e dezembro de 2010 e o mesmo período de 2011.

Leia também:  Produção brasileira de grãos deverá crescer 21,5% em 10 anos, estima ministério

Nela, as informações também apontaram queda na venda de carros usados, que retraiu 10% com relação a 2010. Já o setor de eletrodomésticos, teve crescimento de 18% a 20% nas vendas no município, privilegiado com a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.