Os Conselhos de Segurança (Conseg) das Regiões da Grande Aurora e da Vila Operária, se reuniram na noite desta quinta-feira (05/04) para tratar de alguns pontos relacionados à segurança do município.

Na pauta da reunião estava a posse dos novos conselheiros dos Consegs, que acontecerá no próximo dia 19 de abril; qual o posicionamento será tomado pelos Consegs, com a cassação do prefeito José Carlos do Pátio. A implantação do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP) e uma Audiência Pública para tratar da questão da falta de segurança no município.

O presidente do Conseg da Vila Operária, Jairo Vicente, frisou a importância da implantação de CIOSP no município, pois irá ajudar com a fiscalização no município e que problemas, como por exemplo, a inoperância das câmaras de segurança serão solucionados, além de outros benefícios para reduzir a criminalidade em Rondonópolis. Jairo relatou que o único empecilho para instalação do CIOSP é a falta de um prédio para a unidade.

Leia também:  Jovem suspeito de roubar veículo é preso após ser reconhecido por vítima

Na ocasião também foram convidados alguns agentes orientadores do socioeducativo estiveram presentes e relatam que todas as reivindicações oferecidas no dia 18 de março já foram retiradas. Os agentes cobravam treinamento para atender os menores e também a presença de força policial para dar segurança aos servidores.

Roberio Libanio, presidente do Conseg da Grande Aurora, afirmou que está preocupado com a situação dos agentes que correm risco de morte em cada dia de trabalho, em razão da agressividade dos menores e da falta de segurança para os servidores.

O comandante adjunto da 4ª regional da Policia Militar, o tenente coronel, Willian Douglas, informou que infelizmente não tem subsidio legal para encaminhar agentes para o socioeducativo, além do fato que não há efetivo para atender a cidade, o presidio da Mata Grande, cadeia feminina e também o socioeducativo, mas se comprometeu em tentar fazer uma substituição de dois PMs da Mata Grande para que agentes do SOE (Serviço de Operações Especiais) possam permanecer na unidade temporariamente.

Leia também:  Grampos clandestinos | PC deve prender 9 durante operação em MT

Na reunião os representantes dos agentes orientadores foram convidados a participar da Audiência Pública como forma de tentar alguma resposta concreta.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.