O governo de Mato Grosso, atendendo a uma solicitação dos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, vai ajudar no combate a dengue, auxiliando na limpeza urbana das duas cidades, que juntas respondem por 40% dos casos de dengue notificados este ano em Mato Grosso. Em todo Estado já são cerca de 10 mil pessoas com a doença, sendo que desse total aproximadamente 2,5 mil em Cuiabá e 1,5 mil em Várzea Grande.

O trabalho de limpeza será coordenado pela Secretaria de Estado das Cidades (Secid) que, hoje pela manhã, reuniu sua equipe com representantes técnicos da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande, Defesa Civil do Estado, além da Defesa Civil de Várzea Grande, para criar uma força-tarefa e traçar as diretrizes do trabalho a ser realizado.

Leia também:  Atendimentos do Bombeiros aumenta na fase mais seca da estação

Ficou estabelecido que a Secid ficará responsável pela contratação dos maquinários que serão utilizados na limpeza de terrenos, praças, córregos, entre outros pontos que estejam servindo de criadouro do mosquito da dengue.

Para o município de Cuiabá, o Estado vai disponibilizar seis caminhões, três pás carregadeiras e uma retroescavadeira. Em contrapartida o município irá fornecer mais três caminhões e uma pá escavadeira. Para Várzea Grande também serão seis caminhões, duas pás carregadeiras e uma retroescavadeira, que será fornecida pela Funasa. A Fundação se comprometeu ainda em verificar a possibilidade de participar também com a doação de combustível.

O objetivo é atuar em três frentes. Primeiro no processo educativo, orientando as pessoas da importância delas manterem quintais e terrenos limpos, sem lixo que possa acumular água e servir de criadouro. Para isso, a Secretaria de Estado de Saúde está terminando uma cartilha que será distribuída em todo o Estado. Em paralelo estão sendo publicadas peças publicitárias também com orientações.

Leia também:  Justiça restringe tráfego de caminhões na estrada Cuiabá/Chapada

A segunda frente é a limpeza em si. Uma equipe da Secid ficará responsável pela coordenação do trabalho. “É importante destacar que não vamos fazer a coleta de lixo tradicional nos dois municípios. Nós vamos atuar na coleta do chamado lixo da dengue, queremos eliminar os criadouros. O Governo, sensível a um pedido dos municípios, está se colocando como parceiro para juntos combatermos o mosquito da dengue”, ressaltou o secretário de Estado das Cidades, Nico Baracat.

A terceira etapa será feita pelas equipes de UBV Costal (bombas costais) nos dois municípios. O uso de carros de fumacê não foi descartado pela SES, que usará se os estudos apontarem a necessidade.

Leia também:  Corte de árvores garante mais segurança nas rodovias

A força-tarefa entre Estado e municípios será realizada por um prazo de dois meses, período em que será contratado os maquinários utilizados na limpeza. A manutenção ficará depois sob a responsabilidade de Cuiabá e Várzea Grande.

Uma próxima reunião ficou agendada para o dia 13, às 9h, na Secid, quando o trabalho de campo efetivamente deverá ser iniciado. Para esse novo encontro foram convidados também o Ministério Público Estadual, a Defesa Civil e a Secretaria de Infraestrutura de Cuiabá.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.