Moto Honda Biz roubada e recuperada pela PM Foto: DEIVID RODRIGUES/AGORA MT

Rogério Delfino (25) foi preso na noite desta quarta-feira (04/04) por suspeita de roubo de moto no bairro Residencial Buriti. De acordo com a Polícia Militar (PM), Rogério foi reconhecido como um dos autores de dois roubos, sendo um de uma moto Honda Fan, do frentista Mateus Perine Sabião (19) e uma motocicleta Honda Biz, do estudante Valdeci Sobrinho Paz da Silva (19), que foi levada durante roubo por suspeitos no dia 03 de março e foi recuperada.

Segundo a PM, Rogério Delfino tinha as mesmas caraterísticas repassadas por uma das vítimas e pilotava uma moto Honda Biz e quando foi encontrado pela guarnição o rapaz começou a fugir. O jovem foi acompanhado pelo pela PM e Delfino colidiu com um Volkswagen Cross Fox e veio a cair. Consta no Boletim de Ocorrência (BO), que um carro da PM Operária 2 também colidiu com o carro da Volkswagen.

Leia também:  Menor é apreendido com mais de 270 Kg de maconha na BR-163

Rogério Delfino foi abordado e confessou ter praticado o roubo da moto Honda Fan de Mateus da Silva, mas não soube informar quem teria participado do roubo e onde a moto estaria. O frentista Mateus informou a PM que foi abordado pelos suspeitos, que estavam armados, no momento em que chegava em casa. Mateus afirma que foi agredido e teve que entregar a moto Honda Fan e uma carteira com documentos pessoais e a quantia de R$ 30.

De acordo com a PM, durante a abordagem de Rogério Delfino, se verificou que a moto Honda Biz que o rapaz pilotava era produto de roubo. Por causa do acidente, Delfino foi encaminhado para o Pronto Atendimento (PA) e depois foi levado para o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) para prestar esclarecimentos. Consta no BO, que Rogério Delfino sofreu um corte na perna direito devido à colisão com o carro Cross Fox.

Leia também:  Governo rebate Santa Casa e diz não reconhecer dívida de R$ 5,3 milhões

A moto Honda Biz também foi encaminhada ao Cisc e Rogério Delfino disse a PM que comprou a motocicleta de uma pessoa, que não soube dizer o nome, na Praça da Saudade. O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (DERF).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.