Cerca de 100 municípios matogrossenses vão ser contemplados no Programa Minha Casa, Minha Vida 2, onde serão construídas 4.140 unidades habitacionais, o anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (12/04) pela presidente Dilma Rousseff (PT). Dessa vez o Programa beneficia municípios com até 50 mil habitantes.

O coordenador da bancada do Centro-Oeste, deputado federal Wellington Fagundes (PR/MT), prestigiou a cerimônia e destacou que é necessário melhor distribuição de renda no país. “Quanto menor o município, maior é a dificuldade dos prefeitos para realizar projetos. Essa é uma grande oportunidade que o governo federal está dando aos municípios mais humildes, afinal são eles os que mais necessitam de investimentos”, explicou o republicano.

Leia também:  TCE afirma que detentos com tornozeleira ficaram 1 ano sem monitoramento em MT

Dilma Rousseff aproveitou a oportunidade para dizer que o Brasil está na contracorrente dos países desenvolvidos que, segundo ela, estão ‘retrocedendo’ com um aumento significativo de desigualdade de renda. “O Brasil está na contramão, pois vê a importância da melhoria da qualidade de vida da sua população e, por isso, tenho a certeza de que esse país vai dar o salto ainda maior que o esperado”.

Já o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, enfatizou a necessidade de parceria com os prefeitos independente de cor partidária para que o programa possa chegar às menores cidades. “Foi preciso fazer muitos cálculos – cálculo sobre como fazer mais com menos, cálculo para ajudar os brasileiros que mais precisam, mas o único que não se fez foi o político. O que comprova que o governo da presidenta Dilma Rousseff, pouco importa se o município é governado por esse ou aquele partido”.

Leia também:  Veículos de carga terão restrição de tráfego nas rodovias federais no feriado

Programa

Cerca de 110 mil famílias de todo país com renda mensal de até R$ 1,6 mil serão contempladas. O nível de pobreza das cidades brasileiras foi o critério que orientou a escolha dos municípios. Para esta etapa do Programa, o Ministério das Cidades recebeu aproximadamente 9 mil propostas para construção de 426 mil unidades habitacionais. O governo federal vai conceder subsídio de R$ 25 mil por unidade construída. Nos projetos, Estados e municípios apresentaram contrapartidas que facilita a execução do empreendimento, como a oferta de terrenos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.