O número de pessoas cadastradas no Registro Nacional de Doares de Medula Óssea (Redome) de Mato Grosso pode aumentar consideravelmente. Pelo menos é o que propõe o deputado estadual, Ondanir Bortolini –Nininho (PR/MT), por meio de Projeto de Lei que visa instituir a Semana Estadual de Conscientização da Importância da Doação de Medula, ao final do mês de Maio. De acordo com os dados do Hemocentro MT, 26.517 pessoas estão cadastradas no Estado para doação de medula. Já o número de doares de sangue é quase três vezes superior, com 77.226 voluntários, de acordo com o registro de 15 de Fevereiro desse ano, do MT Hemocentro.

Leia também:  Municípios mato-grossenses podem aderir ao Selo Unicef

O parlamentar acredita que ampliar a discussão sobre o tema e promover a Semana de Conscientização contribuirá para que o número de doadores de medula fique mais próximo dos doadores de sangue. “Instituir essa Semana de Conscientização é chamar a população e a imprensa para debater o assunto e multiplicar as informações sobre esse tema. Com isso, queremos que o número de doadores de medula cresça a cada ano, aumentando a chance de salvar pacientes com leucemia ou outras doenças”, argumenta Nininho.

Ele explica que no ato de doação de sangue, com a coleta de apenas 10 ml a mais seria possível realizar o teste de tipagem HLA, o que permite fazer a comparação de compatibilidade imunológica entre o paciente e seu potencial doador de medula óssea. O republicano tem buscado ampliar o debate no Estado pela organização da rede de doadores de medula.

Leia também:  Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão acontece em Rondonópolis

Atualmente, a doação de medula pode ser realizada no Hemocentro em Cuiabá ou em uma das 33 Unidades de Coleta e Transfusão (UCTs) localizadas no interior do Estado, que estão interligadas pela rede de computadores para cadastro no Redome. No ano passado, o legislador republicano apresentou um Projeto de Lei, aprovado em primeira votação e aguarda uma segunda apreciação da Casa Cidadã, que busca ampliar a hemorrede capaz de fazer o cadastro de doadores de medula.

Somente os Hemocentros e suas unidades descentralizadas fazem esse cadastro na rede pública estadual de saúde. Nininho quer a extensão dessa competência para a rede privada. “Estamos otimistas da aprovação desse Projeto de Lei e agora queremos a criação da Semana Estadual de Conscientização da Importância da Doação de Medula, para a última semana do mês de Maio”, justifica o deputado.

Leia também:  Abertas inscrições da 2° corrida Rotam Extreme
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.