Promover o desenvolvimento integral da criança e do adolescente para transformá-lo em um cidadão de bem no futuro é o objetivo do Projeto 2º Tempo. As aulas de contra turno escolar contam com uma série de atividades físicas destinadas aos estudantes de baixa renda regularmente matriculados na rede pública de ensino. O início das atividades está previsto para dia 14 de maio. São 10 núcleos de esporte espalhados pela cidade que visam ocupar o tempo ocioso dos alunos, acompanhados por professores de educação física e monitores.

Modalidades coletivas como basquete, futebol de campo, futsal, handebol e voleibol vão ser oferecidas as crianças e adolescentes em conjunto com atividades individuais como atletismo, capoeira, natação e ginástica. O material didático já está na sede da Secretaria de Esporte, Cultura e Lazer de Rondonópolis, além do uniforme completo para os estudantes, orientadores e monitores. São bolas, redes de proteção, traves, cordas, petecas e bets (tacos).

Leia também:  ACIR pede providências para retomada da sincronização dos semáforos

Espaços públicos esportivos como as quadras dos bairros Monte Líbano, da União Rondonopolitana de Associações de Moradores de Bairros – Uramb, Coophalis, do Parque Universitário e ainda os campos de futebol são locais que vão abrigar o projeto 2º Tempo.

A gestora da pasta, professora Susan Meire Moretti Binha, esclarece que o programa é financiado pelo Governo Federal em parceria com a Prefeitura de Rondonópolis num total orçado de R$243 mil reais para dois anos. “Este projeto tem como público alvo crianças e jovens entre 6 a 17 anos, em especial que estão em risco de vulnerabilidade social. Vamos proteger esses jovens e evitar o encontro com o mundo das drogas”, disse.

Leia também:  Metello vai à Câmara e nega irregularidades em contrato

EQUIPE

A equipe vai ser formada por um coordenador geral e um coordenador pedagógico, com nível superior e experiência comprovada, um técnico administrativo, 10 coordenadores de núcleo, com nível superior e 10 monitores de atividade esportiva, estagiários do curso de Educação Física. O processo seletivo para a contratação desses profissionais deve ser aberto na próxima semana.

 O programa 2º Tempo vai ser apoiado paralelamente pelo projeto Prata da Casa criado na atual gestão e que beneficia 1.500 adolescentes de baixa renda no programa de contraturno escolar com atividades físicas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.