O aumento de óbitos por problemas cardíacos de pessoas com até 20 anos é um dos motivos da criação do projeto ‘Programa Saúde na Escola’ (PSE) do Departamento de Ações Programáticas da Secretaria Municipal de Saúde que foi aprovado pelo Ministério da Saúde e será aplicado no município.

Doenças como hipertensão e obesidade tem se tornado frequente entre jovens em razão do sedentarismo e má alimentação e o PSE irá fazer um acompanhamento dos estudantes das escolas públicas, por meio de palestras e exames, para que o quadro seja revertido.

A gerente do Departamento de Ações Programáticas da Secretaria Municipal de Saúde, Mariúva Valentim Chaves, disse que as escolas serão visitadas com intuído de conscientizar os estudantes sobre qualidade de vida e no caso dos alunos que forem constatados alguma alteração haverá um acompanhamento mais específico.

Leia também:  Pátio pretende licitar novos táxis em Rondonópolis

“Nosso objetivo é trabalhar com a saúde preventiva para evitar problemas mais graves. Infelizmente os jovens não procuram os Postos de Saúde e por essa razão vamos procurá-los nas escolas. Em apenas uma visita constatamos quatro alunos com idade inferior a 15 anos que já são hipertensos”, ressaltou Mariúva.

O projeto será realizado permanentemente nas escolas de Rondonópolis.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.