Foto: Arquivo AGORA MT

O 10º Encontro de Violeiros de Poxoréu, edição comemorativa, com homenagens aos grandes nomes da moda de viola caipira do Brasil recebe todos os anos pessoas de todas as regiões.  Aqueles que não medem esforços para estar em um evento que se tornou referência nacional.

Eduardo Francisco dos Santos, 30 anos, é consultor de processos, mora em Curitiba/PR é um exemplo deste público amante da moda raiz. Em 2008, quando morava em Cuiabá, soube através de um amigo tudo sobre o Encontro de Violeiros, como sempre foi fã de moda de viola se interessou na hora em conhecer a festa.

“Bateu certinho com o que eu gostava e o estilo de viola que me agradava, fui criando uma expectativa e contava os meses e dias para chegar maio e ir para Poxoréu.”

Leia também:  Chitãozinho e Xororó anunciam DVD com Anavitória, Marília Mendonça

O que cativa cada vez mais o público de fora é que desde os dias em que antecedem a festa, Poxoréu respira moda de viola, e mesmo quem já participou de outras festas parecidas pelo Brasil sabe que o compromisso da organização em não sair da raiz caipira é constante. Isso acaba fazento do Encontro de Violeiros um evento emocionante, um verdadeiro paraiso para os amantes da moda de viola.

Quando perguntado a algumas destas pessoas de fora sobre o que as fazem viajarem tão longe para ver show de viola ouvimos respostas como a que Eduardo Francisco, que participou das últimas cinco edições da festa nos deu.

Leia também:  Criança morre afogada em piscina durante confraternização familiar

“Não tem como explicar, tem que ir e viver o encontro de violeiros, só assim saberá o que cada fã de viola sente…Poxoréu é para quem gosta de viola como o Rock’ n rio para quem gosta de rock. É o Rock’ n rio da viola”

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.