Divulgação
Segundo o boletim médico divulgado pelo Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG) na noite desta segunda-feira (23), o estado de saúde do cantor Pedro Leonardo Dantas da Costa, 24 anos, mantém a gravidade com uma pequena melhora se comparado a domingo (22). No entanto, a avaliação diz que houve piora da função renal e será reiniciada a hemodiálise.

Mas a complicação na função renal não é a maior preocupação da equipe que cuida do filho do cantor Leonardo, segundo a neurologista do IOG Edilene Guiotti. “Nosso foco principal é manter o cérebro tranquilo”, explicou. Pedro está internado há três dias no Instituto no IOG, em coma induzido, após sofrer um acidente de carro na manhã de sexta-feira (20).

Leia também:  Selena Gomez dá detalhes sobre tratamento de 90 dias após cancelar turnê em 2016

Segundo a neurologista, Pedro realizou um exame doppler transcraniano pela manhã, que mostrou uma melhora significativa do fluxo de sangue para o cérebro. Com isso, a equipe decidiu fazer uma nova tomografia, que constatou leve melhora no quadro neurológico. “Nossa maior luta é controlar ou melhorar o edema cerebral, e, realmente, o cérebro dele melhorou o inchaço”, informou Guiotti.

Insuficiência renal
De acordo com a assessora do cantor Leonardo, Ede Cury, os médicos se reuniram com a família para explicar o boletim nesta noite. Ela contou que Pedro havia iniciado uma hemodiálise no último sábado, mas o procedimento teria sido suspenso no domingo (22). Nesta madrugada, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e teve febre alta.

Leia também:  Anavitória faz show em Cuiabá no mês de outubro

Mais cedo, o chefe da UTI do hospital, Wandervan Azevedo, disse que a febre havia baixado e o quadro clínico do cantor apresentado uma “melhora importante” nesta tarde. A diminuição da temperatura foi confirmada pelo boletim, divulgado às 18h25.

Confira a íntegra do boletim médico:

Paciente vítima de politrauma grave por acidente automobilístico no dia 20/04/2012. Apresentando contusão torácica e abdominal e traumatismo craniano. Evolui com edema cerebral grave (Brain Swelling). Pneumonia broncoaspirativa por ventilação mecânica. E medidas gerais de UTI. Esta afebril no momento, com pressão intracraniana dentro dos limites aceitáveis, houve piora da função renal e será reiniciada hemodiálise conforme indicação da nefrologia. Ainda necessita do uso de aminas vasoativas em doses altas. Ecocardiograma Doppler das 14h normal. Avaliação neurológica por Doppler transcraniano apresentando discreta melhora do fluxo sanguíneo cerebral, realizado às 10h. Mantendo gravidade com pequena melhora do quadro comparado ao dia 22/02/12.

Leia também:  Hayane e Vinícius | Casados na vida e na música
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.