O secretário municipal de Educação de Itiquira, Antônio Luiz de Almeida (61), esta sendo investigado de crime de violação sexual de um garoto de 14 anos.

De acordo com informações da mãe do menor I.P.S.N. (14), Naiara das Virgens Santos, em dezembro do ano passado o garoto saiu de casa pela manhã e disse que iria jogar bola com colegas e passou o dia inteiro com o secretário.

No início da noite, quando a Naiara retornou de Rondonópolis, foi informada pela avó do menor que I.P.S.N. ainda não havia retornado para casa. Segundo relato de Naiara, ela encontrou o filho e Antônio Luiz, parados dentro de um carro que estava estacionado de frente a residência do secretário.

Leia também:  Trio invade residência, agride e ameaça vítimas por 3 horas

No dia seguinte em confissão o garoto disse à mãe que os dois foram para uma cachoeira da região e mantiveram relação sexual. O menor contou também que Antônio Luiz queria casar com ele e que em troca daria uma moto e a carteira de habilitação a I.P.S.N.

Segundo Naiara, o secretário pediu para que o garoto voltasse para a sua casa dele (Antônio Luiz), pois os dois iriam viajar para Torixóreo.

A INVESTIGAÇÃO

O conselheiro tutelar de Itiquira, Adir Alves de Brito, em entrevista exclusiva ao AGORA MT, informou que o caso foi acompanhado pelo conselho e confirmou a denuncia da mãe do menor. “Foi montado um relatório que confirmariam os indícios do ato de pedofilia e o resultado do exame de corpo de delito, realizado pelo Instituto Médico Legal (IML), aponta para a violação sexual do menor”. Ainda segundo o conselheiro todos os documentos do caso foram entregues à justiça para medidas que o caso requer.

Leia também:  Polícia Ambiental apreende material de pesca predatória na Rodovia do Peixe

O delegado responsável pelo inquérito, Mauricio Braga, disse que o caso está sob investigação e segredo de justiça, apesar disso, ele adiantou que em depoimento o menor I.P.S.N. confirmou o fato e justificou que o secretário havia prometido se casar com o ele e dar uma motocicleta.

Até o momento Antônio Luiz ainda não prestou depoimento, o que deve ocorrer ainda essa semana. Maurício Braga que também responde pela delegacia da Vila Operária afirmou que após o concluído, o inquérito será entregue à justiça.

A reportagem do AGORA MT tentou contato, por telefone, com o secretário Antônio Luiz, mas não obteve êxito.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.