Após dois anos, um mês e 16 dias o técnico em enfermagem Pedro Paulo Parreira dos Santos (32) foi inocentado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso da acusação de ter molestado sexualmente uma paciente do extinto Hospital São José. Pedro Paulo foi liberado no último dia 03 de abril do presídio Major Eldo de Sá Corrêa ‘Mata Grande.

No ano passado o técnico em enfermagem foi condenado, em primeira instância, há nove anos e seis meses de prisão. Contudo o advogado de Pedro Paulo recorreu e o Tribunal de Justiça entendeu que não existiam provas para a manutenção da sentença condenatória. Dentre os argumentos apresentados estava o fato que o local era aberto e com grande fluxo de pessoas, além de que outras quatro pessoas estavam internadas no mesmo quarto.

Leia também:  Marketing de B.A.T.O.M lota auditório e alerta mulheres empresárias

Agora que foi inocentado Pedro Paulo, juntamente com o advogado, vai buscar formas de reparar os danos morais e financeiros, pois a situação trouxe prejuízos em todos os sentidos.

O CASO

Em fevereiro de 2010, A.C.S. (31), apresentou queixa no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) de que o técnico em enfermagem Pedro Paulo Parreira dos Santos havia lhe molestado sexualmente.

Na ocasião a mulher relatou que foi submetida a uma cirurgia quando observou que Pedro Paulo havia invadido sua intimidade durante um atendimento de aplicação de curativo.

Na denuncia A.C.S. disse que o profissional aplicou um medicamento para que ela dormisse, mas antes de adormecer sentiu os seios sendo apalpados por Pedro Paulo e ao despertar sentia dores na região da vagina.

Leia também:  O Halloween marca presença e aquece o comércio em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.