Foto da assessoria

Integrantes do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) de Rondonópolis estiveram nesta terça-feira (17/04), na Câmara Municipal de Rondonópolis, para solicitar apoio dos vereadores na confecção de uma dotação orçamentária direcionada à Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Setrat) no valor de R$ 2 milhões para realização de obras emergenciais no trânsito local.

A dotação deve fazer parte da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2013, que deve ser encaminhada à Câmara Municipal até o mês de maio, pelo Poder Executivo Municipal. Sendo assim, os vereadores garantiram aos membros da entidade marcar uma reunião com o prefeito José Carlos do Pátio (PMDB) o mais breve possível, para poder tratar do assunto, na tentativa de incluir a previsão na peça orçamentária.

Leia também:  Unemat pauta curso de Direito e Logística para Rondonópolis

De acordo com o inspetor da Policial Rodoviário Federal (PRF), Luis Carlos da Silva, integrante do GGI, os recursos são fundamentais para os trabalhos de melhorias do trânsito no município, considerado perigoso.

A visita do GGI à Câmara faz parte de uma campanha permanente promovida pela entidade e pela Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR) em prol da redução dos altos índices de acidente.

Através da campanha estão sendo feitos trabalhos de educação e fiscalização juntos aos motoristas, contudo, segundo os membros da entidade, para dar continuidade as ações é fundamental apoio político para angariar recursos para confecção de projetos voltados para o trânsito, além da ampliação da sinalização.

Leia também:  Em meio à crise nos estados, Mato Grosso consegue pagar servidores e serviços

Diante dos pedidos dos integrantes do GGI, os vereadores ressaltaram o trabalho realizado pela Comissão Especial de Trânsito, instituído pela Mesa Diretora da Casa de Leis e que teve uma duração de 90 dias. O principal fruto da Comissão foi a criação do Fundo Municipal de Trânsito, uma espécie de conta para arrecadar recursos a serem aplicados no trânsito local, especialmente em fiscalização, educação e engenharia de trânsito.

No entanto, os vereadores explicaram que apesar do Fundo ter sido criado através de uma lei municipal, a prefeitura não vem repassando os recursos. Inclusive, por conta disso, o vereador Reginaldo Santos (PPS) fez um requerimento ao prefeito e à Setrat para saber por que até o momento a administração municipal não fez o repasse do dinheiro, conforme obriga a lei.

Leia também:  Presidente da Câmara de Rondonópolis participa de Sessão Especial em Itiquira

Segundo o vereador, o valor a ser depositado no Fundo é em torno de R$ 200 mil e agora os vereadores aguardam uma resposta ao documento.

Por fim, os vereadores asseguraram que vão buscar apoio dos deputados estaduais para tentar marcar uma reunião com a diretoria do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT).

Participaram da reunião o presidente da Câmara, Ananias Filho (PR), bem como os vereadores Adonias Fernandes (PMDB), Hélio Pichioni (PR), Milton Mutum (PSD), Milton Gomes da Costa “Miltão” (PMDB), Mohamed Zaher (PSD), Pastor Valdemar Santana (PP) e Reginaldo Santos (PPS).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.