Reunião para entrega do relatorio da analise do asfalto da duplicação das BRs. Foto Ronaldo Teixeira/AGORA MT

O laudo com o resultado da análise das amostras do asfalto do perímetro urbano da BR 364/163, foi entregue na manhã desta sexta-feira (27/04) pelo prefeito José Carlos do Pátio aos vereadores.

Pátio recordou que logo no início da obra, em 2009, foi constatado problema na drenagem que resultou na suspenção dos trabalhos, e agora há um lapso na projeção de tráfego de veículos, que está muito abaixo do número de carretas que passam pelo local, o compromete a utilização da rodovia.

Como forma de tentar corrigir o problema o prefeito disse que irá realizar uma revisão do projeto para dar celeridade nas obras e irá solicitar um redimensionamento do pavimento asfáltico e igualá-lo a espessura do trecho entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Jaciara que é superior a 50 centímetros enquanto em Rondonópolis é de 23 centímetros.

Leia também:  IMPRO tentar viabilizar aposentadorias de servidores que tiveram contribuição recolhida pelo INSS

Outro erro apontado no laudo foi a questão do no traço do material usado na construção, mas que a empresa deve retirar o serviço que foi executado e refeito de acordo com o estipulado no projeto. Na ocasião Pátio informou aos vereadores que já foram gastos R$ 27 milhões com as obras e ainda tem R$ 18 milhões à disposição para executar a obra, mas que os cofres públicos não serão afetados.

“Não queremos apontar quem errou, mas sim buscar soluções para os problemas. Vamos propor a Superintendência do Departamento de Infraestrutura de Transportes (Dnit) uma readequação na espessura da rodovia para que possa resistir a quantidade de veículos que passam pelo trecho e tão logo seja aprovado vamos dar início às obras”, frisou o prefeito.

Leia também:  Iniciada a 2ª etapa das obras de instalação de rede de água para o Alfredo de Castro

O presidente Comissão de Obras da Câmara Municipal, vereador Lourisvaldo Manoel de Oliveira (Fulô), solicitou a contratação de uma empresa para avaliar e acompanhar as questões técnicas das obras de duplicação e caso seja necessário os veadores irão intervir nas obras. “Temos presa na retomada das obras, mas é imprescindível que seja uma rodovia de qualidade para durar muitos anos”, argumentou.

Ananias Filho, presidente da Câmara, disse que foi possível observar que não houve desvio do erário público, e que irá acatar o pedido do vereador Fulô para a contratação de um engenheiro ou empresa para fazer o acompanhamento das obras. Além de buscar apoio dos deputados federais e estaduais para conseguir que a solicitação do prefeito, de alteração espessura da rodovia, seja aprovado pela superintendência do DNIT.

Leia também:  Prefeito lança obra de asfalto no bairro Alfredo de Castro

As obras de duplicação da rodovia serão retomadas somente após uma resposta do DNIT em relação ao projeto do prefeito

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.