Reunião para entrega do relatorio da analise do asfalto da duplicação das BRs. Foto Ronaldo Teixeira/AGORA MT

O laudo com o resultado da análise das amostras do asfalto do perímetro urbano da BR 364/163, foi entregue na manhã desta sexta-feira (27/04) pelo prefeito José Carlos do Pátio aos vereadores.

Pátio recordou que logo no início da obra, em 2009, foi constatado problema na drenagem que resultou na suspenção dos trabalhos, e agora há um lapso na projeção de tráfego de veículos, que está muito abaixo do número de carretas que passam pelo local, o compromete a utilização da rodovia.

Como forma de tentar corrigir o problema o prefeito disse que irá realizar uma revisão do projeto para dar celeridade nas obras e irá solicitar um redimensionamento do pavimento asfáltico e igualá-lo a espessura do trecho entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Jaciara que é superior a 50 centímetros enquanto em Rondonópolis é de 23 centímetros.

Leia também:  Proposta do novo IPTU reduz valores de imóveis menores e combate especulação imobiliária

Outro erro apontado no laudo foi a questão do no traço do material usado na construção, mas que a empresa deve retirar o serviço que foi executado e refeito de acordo com o estipulado no projeto. Na ocasião Pátio informou aos vereadores que já foram gastos R$ 27 milhões com as obras e ainda tem R$ 18 milhões à disposição para executar a obra, mas que os cofres públicos não serão afetados.

“Não queremos apontar quem errou, mas sim buscar soluções para os problemas. Vamos propor a Superintendência do Departamento de Infraestrutura de Transportes (Dnit) uma readequação na espessura da rodovia para que possa resistir a quantidade de veículos que passam pelo trecho e tão logo seja aprovado vamos dar início às obras”, frisou o prefeito.

Leia também:  18° GAC realiza exposição em comemorações à 'Semana do Soldado'

O presidente Comissão de Obras da Câmara Municipal, vereador Lourisvaldo Manoel de Oliveira (Fulô), solicitou a contratação de uma empresa para avaliar e acompanhar as questões técnicas das obras de duplicação e caso seja necessário os veadores irão intervir nas obras. “Temos presa na retomada das obras, mas é imprescindível que seja uma rodovia de qualidade para durar muitos anos”, argumentou.

Ananias Filho, presidente da Câmara, disse que foi possível observar que não houve desvio do erário público, e que irá acatar o pedido do vereador Fulô para a contratação de um engenheiro ou empresa para fazer o acompanhamento das obras. Além de buscar apoio dos deputados federais e estaduais para conseguir que a solicitação do prefeito, de alteração espessura da rodovia, seja aprovado pela superintendência do DNIT.

Leia também:  Falta no trabalho | Veja como pegar a declaração do Inep para fazer a prova do Enem

As obras de duplicação da rodovia serão retomadas somente após uma resposta do DNIT em relação ao projeto do prefeito

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.