Presidente do Sindicado dos Servidores do Detran-MT, Veneranda Acosta. Foto Ronaldo Teixeira/AGORA MT

A presidente do Sindicado dos Servidores do Detran-MT, Veneranda Acosta, realizou durante a semana uma visita às agências CIRETRAN e DETRAN de Rondonópolis para verificar as condições de trabalho dos servidores e ficou surpresa pela precariedade das unidades.

Veneranda afirmou que das agências visitas na região sul do Estado as de Rondonópolis superam em falta de estrutura e não oferecem condições de trabalho nem tão pouco para o atendimento com qualidade ao contribuinte, além do pequeno número de efetivo. “É um vergonha e falta de respeito com a população, as agências estão aos pedaços, tem uma porta que está presa com um pedaço de corda, os computadores estão sucateados”, relatou.

Leia também:  Ingressos para a 3ª Edição do Cerrado Fuzz Festival estão à venda

De acordo com Veneranda, Mato Grosso possui uma das tarifas mais caras do país, arrecada cerca de um milhão de reais por dia e não oferece uma estrutura digna para os contribuintes e servidores. “Não entendo a razão dessa estrutura precária, falta de recurso não é, principalmente porque o último reajuste foi com a justificativa de que as unidades seriam reformadas”.

A sindicalista observa que Mato Grosso deixa muito a deseja nos serviços prestados, outros Estados com uma tarifação menor oferecem programas como a Escola Pública de Formação para o Trânsito, que existe há 15 anos e Mato Grosso nem toca no assunto. Outra questão pontuada por Veneranda é a quantidade de servidores de Rondonópolis que há 11 anos é a mesma. Segundo Veneranda hoje o município precisaria de pelo menos mais duas agências para atender a demanda.

Leia também:  CDL entrega primeira remessa de doações para as entidades

Os dados colhidos nas visitas às unidades do Estado servirão para a criação de um documento que servirá como pauta de reivindicações do sindicato junto ao Governo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.