Duas mil toneladas de feijão e mil toneladas de arroz começaram a ser distribuídas esta semana pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a municípios baianos afetados pela estiagem – a maior dos últimos 30 anos. Até o momento, 242 cidades decretaram estado de emergência e a estimativa é que cerca de 2,7 milhões de pessoas tenham sido afetadas.

De acordo com o governo da Bahia, na unidade de Irecê, foram disponibilizadas 1,8 mil toneladas de feijão e 900 toneladas de arroz. Em Ribeira do Pombal, estão à disposição dos municípios cadastrados 200 toneladas de feijão e 100 toneladas de arroz.

A meta é que sejam carregados até 12 caminhões por dia (120 toneladas), cada um destinado a uma prefeitura diferente. Para que os itens sejam retirados nas unidades da Conab, a cidade precisa fazer o agendamento, por telefone, na Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza.

Leia também:  Michel Temer garante aumento em Bolsa Família no ano de 2018

O arroz é produzido pela agricultura familiar do estado do Tocantins e o feijão já fazia parte do estoque da Conab.

O governo da Bahia informou ainda que as cidades em situação de emergência por causa da seca também vão começar a receber esta semana assistência de carros-pipa. Ao todo, R$ 12,8 milhões em recursos federais foram disponibilizados.

A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional, responsável por projetos de ampliação da oferta hídrica em 407 municípios do estado, vai entrar como executora no processo, garantindo o fornecimento de água potável por meio de carros-pipa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.