Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

A equipe técnica do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (SANEAR) apresentou nesta segunda-feira (21), na Audiência Pública solicitada pela Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Rondonópolis, os dados dos projetos para ampliação e manutenção da rede de água e esgoto no município. A votação dos projetos foi suspensa em razão da falta de esclarecimento de onde seriam aplicados os R$ 53 milhões.

O engenheiro Dalton Monteiro Virgílio, representante da equipe técnica do SANEAR, expôs que os valores são destinados a conclusão das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) I, que já estão em desenvolvimento, e os recursos do PAC II são destinados a atender cerca de 15 bairros que foram projetados e habitados após o PAC I, além de atender ao crescimento do município para os próximos 30 anos. “Os recursos são importantes para concluir os projetos que já estão em andamento e oferecer água e esgoto para os bairros que serão lançados. O município está crescendo muito e temos que trabalhar com a projeção de crescimento de Rondonópolis, para que não tenhamos um constante problema de infraestrutura na cidade”, argumentou o engenheiro na apresentação.

Leia também:  Comissão inicia debates sobre PEC do Teto dos Gastos

O prefeito Ananias Filho (PR) enfatizou que é preciso aumentar a eficácia e eficiência nos projeto do SANEAR e, por esse motivo, seria importante que os parlamentares analisem e votem os projetos para garantir o recurso.

Após a apresentação do projeto pela equipe do SANEAR, o representante da Rede Socioambiental, Magno Pereira, afirmou que a reunião foi bem esclarecedora e que ele pôde observar que há uma preocupação em resolver o problema de água e esgoto no município, trabalho esse que será acompanhado pelos ambientalistas.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente, vereador Olímpio Alvis (PR), relatou que estava preocupado com o pedido de liberação dos recursos, pois dos R$ 53 milhões para a execução das obras, R$ 24 milhões são referentes a financiamentos através da Caixa Econômica Federal. “Diante dos problemas enfrentados pelo SANEAR não poderíamos simplesmente aprovar um pedido de empréstimo sem saber onde seria aplicado. Com essas explicações podemos votar os projetos com mais tranquilidade”, concluiu Olímpio.

Leia também:  Unemat pauta curso de Direito e Logística para Rondonópolis

O vereador Reginaldo Santos (PPS) disse que devolverá os projetos para que possam ser votados nesta quarta-feira (23), pois o pedido de vistas dos projetos resultou na suspensão da votação.

Além do prefeito, dos vereadores Olímpio e Reginaldo também estiveram presentes os vereadores Mohamed Zaher (PSD), Adonias Fernandes (PMDB), Cido Silva (PP) e Milton Gomes da Costa, o Miltão (PMDB), bem como os diretores e equipe técnica do SANEAR, representantes da Rede Socioambiental e presidentes de bairros.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.