Foto: Claudio Andrade/Revista Quem
Marieta Severo, Marília Pêra e Renata Sorrah se reuniram na noite desta quarta-feira (30) na Livraria da Travessa do shopping Leblon, na zona Sul do Rio de Janeiro, para o lançamento da nova temporada do programa “Starte, Grandes Atrizes”, exibido pela Globo News.
Foto: Claudio Andrade/Revista Quem

A intérprete de Nenê em “A Grande Família” comentou seus personagens, a vida em familia e a chegada da idade. “A gente se olha todos os dias no espelho. Se dormiu muito bem, acorda com aquela cara. O importante é a gente trabalhar a sabedoria para lidar bem. Eu tenho muito isso, de aproveitar cada momento, com ruga ou sem ruga”.

Veja o que a atriz falou sobre os seguintes assuntos:

HOMENAGEM
“Fiquei honrada e me senti privilegiada de fazer parte dessa geração e estar entre essas três grandes atrizes. Poder deixar registrado o que aconteceu na nossa carreira, fazer um painel de memória da cultura e arte do pais, esse programa é muito bem-vindo. Acho que vai ser muito difícil selecionar quatro atrizes dessa nova geração, cada vez mais tem gente talentosa, sabendo muito, nós temos muitos atores bons. O público brasileiro domina a teledramaturgia, vê muita novela. Os jovens e as crianças viam muito isso, cresceram nesse universo de interpretação”

Leia também:  Resumo de novelas desta sexta-feira (07)

PERSONAGENS FAVORITAS
“São mais de 40 anos de carreira, é muito difícil. Na minha vida não tem como falar de uma personagem sem citar a dona Nenê de ‘A Grande Família’. Essa é meu elo com o público, marcou o coração das pessoas. No cinema, é ‘Carlota Joaquina’ que teve um significado muito importante. No teatro acho a velhinha que fiz em ‘As Centenárias’. O sucesso em ‘A Grande Família’ é porque as pessoas se reconhecem e gostam. Quando acabar, pode ser esse ano, ou ano que vem, vai ser um novo ciclo, e me vejo fazendo outras coisas. Vai ser bom, vai ser estimulante Não sou chegada a saudade, sou bola pra frente”.

Leia também:  Internada a 28 dias com infecção urinária Rogéria morre aos 79 anos

CHEGADA DA IDADE
“A gente se olha todos os dias no espelho. Se não dormiu muito bem, acorda com aquela cara. O importante é a gente trabalhar a sabedoria para lidar bem. Eu tenho muito isso, de aproveitar cada momento, com ruga ou sem ruga”.

AVÓ
“Todo o arsenal de sedução de netos eu tenho em casa: pula-pula, balanço, piscina… É a melhor coisa, um afeto puro e responsável, é muito importante uma avó para uma criança. Para a memória, chega uma idade que ele vai dizer, ‘caramba, minha avó é muito legal’. Já recusei papeis para não ficar longe dos netos e da família. Nunca fiquei muito tempo fora, sinto falta da família. Já fiz temporadas em São Paulo, mas poucas”.

Leia também:  Rico e Lázaro | Belsazar zomba do sumiço do rei e Amitis lhe acerta um tapa

RELACIONAMENTO COM ADERBAL FREIRE-FILHO
Fiquei casada 30 anos. Foi bom, mas esgotei. Meus netos frequentam minha casa no domingo. Acho bacana para a relação ter esse espaço (de morarem em casas separadas).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.