A agência central do Banco Itaú de Rondonópolis teve o atendimento paralisado. Foto Varlei Cordova/AGORA MT

O não cumprimento de leis de tempo de atendimento, o grande número de demissão de funcionários e a falta de segurança nas agências do Banco Itaú resultou no fechamento de unidades em todo o país na manhã desta quarta-feira (23), a ação é um protesto da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramos Financeiro (Contraf). Em Rondonópolis o atendimento na agência central do Itaú foi suspenso.

Almir Araújo, membro do Sindicato dos Bancários de Rondonópolis e da Região Sul do Estado, relatou que o Contraf não concorda com a demissão de 1.964 funcionários, em 2.011, quando apenas no primeiro trimestre deste ano teve um lucro de R$ 3,4 bilhões.

O reforço na segurança, para clientes e funcionários, também é um questionamento do Contraf, pois o Banco defende a retirada das portas giratórias com detector de metal.

Leia também:  Secretário nega documento que informa suspensão de voos por falta de combustível e segurança

Outros pontos apontados pelo sindicalista é a demora no atendimento aos clientes, o número reduzido de operadores de caixa e também a não implantação dos quiosques para impedir a visualização dos clientes enquanto são atendidos, conforme determina a lei municipal 3.061/99.

As agências foram fechadas entre as 10h e 12 em todo o país, como uma forma de protesto para que as reivindicações sejam atendidas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.