Com a Terra ao fundo, a nave cargueira comercial SpaceX Dragon sendo manipulada por braço robótico da Estação Espacial Internacional Foto: Divulgação / NASA

A nave cargueira não tribulada Dragon foi liberada para voltar à Terra por astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional nesta quinta-feira (31/05). A cápsula é da empresa Space Exploration Technologies (SpaceX) e significa um marco no primeiro voo espacial feito por uma nave privada.

A nave Dragon chegou à Estação na sexta-feira (25/05), onde completou com sucesso um voo de teste. A cápsula deve cair no oceano Pacífico, cerca de 900 quilômetros a sudoeste de Los Angeles (EUA), às 12h44 (hora de Brasília).

Desde que suas naves foram aposentadas, os Estados Unidos não possui transporte espacial próprio. Por causa disso, as naves russas Soyiuz, que são usadas principalmente para o transporte de tripulantes e tem pouco espaço para carga, se tornaram os únicos veículos capazes de voarem para a Estação e retornarem à Terra.

Leia também:  Christopher A. Wray é anunciado por Trump para direção do FBI

A Nasa resolveu investir em empresas como a SpaceX ao invés de construir e operar naves governamentais. O objetivo da agência espacial é de comprar espaço para cargas e futuramente tripulantes em veículos comerciais, o que representa uma alternativa mais barata.

O sucesso do teste vai dar sinal verde para que a SpaceX comece a preparar os 12 voos de carga previstos em um contrato de 1,6 bilhão de dólares com a Nasa. Há um segunda nave cargueira, construída pela Orbital Sciences Corp que deve estrear neste ano.

Na operação desta quinta-feira (31/05), os astronautas usaram um guindaste de 17,7 metros para separar a cápsula Dragon da sua baia de atração às 5h07 (hora de Brasília) e foi liberado às 6h49. A Estação está em órbita a 420 quilômetros acima do planeta.

Leia também:  Grupos armados entram em confronto e matam 26 pessoas no México

“Foi uma missão conjunta extremamente bem sucedida”, disse Josh Byerly, observador de missão da Nasa.

Barcos da empresa Marines farão o recolhimento da cápsula do mar e em seguida a nave cargueira será levada a Los Angeles em uma viagem de dois ou três dias. Logo depois, a Dragon será transferida para uma instalação da SpaceX no Texas.

Uma cápsula Dragon foi recolhida com sucesso pela SpaceX durante um voo-teste anterior que ocorreu em dezembro de 2010. “Já fizemos isso uma vez, mas é uma fase muito desafiadora do voo”, disse John Couluris, diretor de missão da SpaceX, a jornalistas na quarta-feira (30/05).

Ele disse que o sucesso na aproximação e atracação da cápsula à Estação já fazem a missão ser considerada bem sucedida.

Leia também:  Câncer de próstata tem reduzido em até 77% após o uso de vacinas nos EUA
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.