O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse vai intensificar a ofensiva militar contra as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). A decisão foi tomada depois que 12 militares foram mortos durante uma emboscada, na fronteira com a Venezuela, atribuída aos guerrilheiros. Mais quatro militares do Exército ficaram feridos.

Santos acrescentou ainda que orientou os comandantes das Forças Armadas do país a ampliar o sistema de segurança no país. O presidente classificou a emboscada em La Guajira de “um retrocesso” nas negociações que estavam em curso na busca pela paz na Colômbia.

Ontem (21), 12 militares do Exército morreram e quatro ficaram feridos durante uma emboscada atribuída às Farc, segundo autoridades colombianas, em La Guajira, uma área rural na fronteira com a Venezuela. A emboscada ocorreu na região montanhosa Serrania de Perija, em uma área conhecia por La Majayura.

Leia também:  Uma pessoa morre e dezenas ficam feridas por atropelamento coletivo em Barcelona

“Infelizmente, recebemos um relatório sobre a morte de 12 soldados e quatro feridos”, disse Yusti Maria Lopez, um responsável pelos serviços de segurança em Maicao, capital do departamento de La Guajira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.