Após uma reunião extraordinária a respeito do processo eleitoral pra a escolha da nova presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Rondonópolis (CMDM), a presidente do órgão divulgou uma nota de esclarecimento sobre possíveis candidatas.

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Rondonópolis (CMDM) vem a público esclarecer que as servidoras Mariuva Valetin Chaves e Irenilda Araújo Bugalho não fazem parte deste conselho, portanto estão desautorizadas a promoverem qualquer tipo de ação, evento, discurso, publicação, entre outros, utilizando o nome desta instituição. Em qualquer meio de comunicação, na imprensa falada, televisionada, escrita ou via internet. O CMDM é um órgão obediente ao seu regimento que preza pela transparência e seriedade que a instituição requer. O conselho é composto por 28 conselheiras sendo 14 governamentais e 14 não governamentais, sendo indicadas pelos órgãos representados no regimento interno do conselho. Os nomes citados anteriormente foram substituídos pela Secretaria Municipal de Saúde através do ofício nº 165/SMS/2012 de 26/04/2012 (documento guardado no CMDM ). Aproveitando o ensejo o CMDM solicita às conselheiras que pretendem participar do processo eletivo, para diretoria do triênio 2012/2015, que organizem suas chapas e participem das reuniões ordinárias e extraordinárias para acompanhamento das datas do processo de eleição, lembrando que é necessário estar dentro dos requisitos do regimento interno do CMDM.

Leia também:  Rufino vira auxiliar no Sub-19 do União
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.